Por que a experiência de uso de produtos está diretamente relacionada com o padrão do comportamento humano?

O modo da gente agir, sentir e pensar e a relação da experiência de uso de produtos digitais com o nosso comportamento.

Eduardo Sully 👥
4 min readFeb 15, 2023
Cyrano em sua experiência de uso de produtos
Cyrano em sua experiência de uso de produtos — Ilustração por Jean Piero Montilla

Em todos os momentos da nossa vida, diante da nossa formação filogenética* e ontogenético**, somos influenciados pelos meios sociais. Então, não podemos dizer que o homem é um ser isolado. Somos seres individualizados, e ao mesmo tempo, coletivos, somos influenciados pela sociedade e pelas relações culturais.

Experiência de uso está diretamente relacionada com o padrão de comportamento, e para começar esse raciocínio, o que é padrão de comportamento?

O que é padrão de comportamento?

Um padrão é algo que se repete, que tem uma regra, uma lógica, uma formação definida.

Um padrão de comportamento é a maneira de agir que sempre se repete diante de situações semelhantes. Se você sempre “explode” à menor contrariedade é porque criou um padrão de comportamento. Quando se depara com algo que não saiu como você queria, “dispara” internamente sempre a mesma reação.

Você está visitando uma feira de artesanato e observa um objeto estranho. É estranho porque não pode associá-lo com exatidão à nada que já conheça. Considera os elementos que puder associar. Parece feito de barro, pela cor e superfície. Você pega o objeto na mão. Seu peso confirma a hipótese que esse objeto é feito de barro. É ovalado, porque lhe lembra o formato do ovo. Tem um furo. Faz tempo que você aprendeu a reconhecer furos. Mas não dá para compreender mais nada. Você pergunta ao vendedor. Ele coloca o objeto na boca e assopra, produzindo um som. É um instrumento musical. Você associa-o aos instrumentos de sopro que conhece. Acabou de aprender, de criar um padrão. Observa agora que no balcão existem outros objetos da mesma cor, feitos de barro, com outros formatos. Todos tem um furo. Todos são instrumentos musicais, uma espécie de aerofone.

Cyrano e seu padrão de comportamento explosivo
Cyrano e seu padrão de comportamento explosivo — Ilustração por Jean Piero Montilla

O indivíduo: ser social

Cada indivíduo, ao nascer, segundo Strey, “encontra-se num sistema social criado através de gerações já existentes e que é assimilado por meio de inter-relações sociais”. O homem, desde seus primórdios, é considerado um ser de relações sociais, que incorpora normas, valores vigentes da família, em seus pares, na sociedade. Assim, a formação da personalidade do ser humano é decorrente, segundo Savoia, “de um processo de socialização, no qual intervêm fatores inatos e adquiridos”. Entende-se, por fatores inatos, aquilo que herdamos geneticamente dos nossos familiares, e os fatores adquiridos provém da natureza social e cultural.

A sua personalidade e caráter

Personalidade é um somatório sincrético, resultante da ação dos fatores hereditários/genéticos (constituição física, caracteres morfológicos e físico-químicos) e dos ambientais (interação entre as pessoas e o mundo, que envolve os hábitos, valores, capacidades, aspirações, etc.), ou seja, diz respeito à “totalidade daquilo que somos”.

O homem é um animal que depende de interação para receber afeto, cuidados e até mesmo para se manter vivo. Somos animais sociais, pois o fato de ouvir, tocar, sentir, ver o outro fazem parte da nossa natureza social. O ser humano precisa se relacionar com os outros por diversos motivos: por necessidade de se comunicar, de aprender, de ensinar, de dizer que ama o seu próximo, de exigir melhores condições de vida, bem como de melhorar o seu ambiente externo, de expressar seus desejos e vontades.

Por que será que Cyrano se esconde?
Por que será que Cyrano se esconde? — Ilustração por Jean Piero Montilla

Totalidade daquilo que somos, mas não só, somos influenciados pelos meios sociais e isso nos leva agora à pensar por que a experiência de uso de produtos digitais está diretamente relacionada com o padrão de comportamento?

Por que a experiência de uso está relacionada com o padrão de comportamento?

Agora você tem base suficiente para entender que o seu comportamento é diferente do próximo e que isso não tem impacto somente na sua vida mas também como você se relaciona com as coisas, objetos, pessoas e principalmente os produtos digitais. Esses trabalham diretamente com a nossa emoção. Existem influências internas e externas que direcionam o nosso conceito, definição e suposição de algo. O seu uso é diferente do outro, compreende?

Nós designers não somos responsáveis pela experiência que você terá com tal aplicação mas sim o que essa aplicação lhe transmite com o comportamento que você tem com as suas vivências, personalidade, caráter e uma série de outros fatores, a essa altura você já compreendeu né? Portanto, o seu comportamento, cerne dessa conversa, é responsável pela interpretação e ações que você tem com a interface que interage. Ela em si é apenas uma interface e pronta para lhe dizer o que você tem que fazer pelas suas necessidades.

Na próxima vez que interagir com uma interface análise primeiro o seu comportamento. Existem muitos produtos no mercado e eles estão em constante evolução para adequar à nossa necessidade.

A maneira como nosso corpo e cérebro percebe algo é diferente do outro
Cyrano | A maneira como nosso corpo e cérebro percebe algo é diferente do outro — Ilustração por Jean Piero Montilla

A maneira como nosso corpo e cérebro percebe algo é diferente do outro.

* Filogenia ou filogênese é o estudo das relações entre diferentes grupos de organismos e seu desenvolvimento evolutivo

** De acordo com certos psicólogos, a ontogênese refere-se aos fatores na vida dos seres humanos, após o nascimento, pois acreditam que a psique tem sua forma especial de desenvolvimento, sua própria embriologia, fisiologia, evolução estrutural e patologia.

--

--

Eduardo Sully 👥

Apaixonado por comportamento das pessoas e por design e sei o quanto isso influencia nas decisões de negócio e orienta a inovação. Cases e mais eduardosully.com